Gostou do artigo? Compartilhe!

The Lancet: queda no uso de profilaxia antibiótica em procedimentos dentários aumentou a incidência de endocardite infecciosa após novas diretrizes do NICE em 2008?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A profilaxia antibiótica dada antes de procedimentos dentários invasivos em pacientes em risco de desenvolver endocardite1 infecciosa tem sido historicamente o foco da prevenção da endocardite1 infecciosa. As recentes mudanças nas diretrizes de profilaxia antibiótica, nos EUA e na Europa, reduziram substancialmente o número de pacientes para os quais se recomenda a profilaxia antibiótica. No Reino Unido, as orientações do National Institute for Health and Clinical Excellence (NICE) recomenda a cessação completa da profilaxia antibiótica para prevenção de endocardite1 infecciosa desde março de 2008.

O objetivo do presente estudo, publicado pelo The Lancet, foi investigar as mudanças na prescrição de profilaxia antibiótica e a incidência2 de endocardite1 infecciosa desde a introdução destas novas orientações.

Foi realizado um estudo de tendência secular retrospectiva, analisada como uma série temporal interrompida, para investigar o efeito da profilaxia antibiótica versus nenhuma profilaxia sobre a incidência2 de endocardite1 infecciosa na Inglaterra. Foram analisados os dados para a prescrição de profilaxia antibiótica, de 1° de janeiro de 2004 a 31 de março de 2013, e as estatísticas para episódio de alta hospitalar para pacientes3 com diagnóstico4 de endocardite1 infecciosa de 1º de janeiro de 2000 a 31 de março de 2013. Foi comparada a incidência2 de endocardite1 infecciosa antes e depois da introdução das novas diretrizes do NICE usando análise de regressão segmentada da série histórica interrompida.

As prescrições de profilaxia com antibióticos para a prevenção de endocardite1 infecciosa caiu substancialmente após a introdução do novo protocolo do NICE (média de 10.900 prescrições por mês [1º de janeiro de 2004 a 31 de março de 2008] versus 2.236 prescrições por mês [1º de abril de 2008 a março 31 de 2013], p<0,0001). A partir de março de 2008, o número de casos de endocardite1 infecciosa aumentou significativamente acima da tendência histórica projetada, cerca de 0,11 casos por 10 milhões de pessoas por mês (IC 95% 0,05-0,16, p<0,0001). Em março de 2013, mais de 35 casos por mês foram relatados em relação ao que seria de se esperar se a tendência anterior continuasse. Este aumento na incidência2 de endocardite1 infecciosa foi significativo tanto para os indivíduos com alto risco de endocardite1 infecciosa quanto para os de menor risco.

Embora os dados do presente estudo não permitam estabelecer uma relação causal, as prescrições de profilaxia antibiótica caíram substancialmente e a incidência2 de endocardite1 infecciosa tem aumentado significativamente na Inglaterra desde a introdução das novas diretrizes do NICE em 2008.

Este estudo foi financiado pelo Heart Research UK, Simplyhealth e pelo US National Institutes of Health.

Fonte: The Lancet, publicação online, de 18 de novembro de 2014

NEWS.MED.BR, 2014. The Lancet: queda no uso de profilaxia antibiótica em procedimentos dentários aumentou a incidência de endocardite infecciosa após novas diretrizes do NICE em 2008?. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/585067/the-lancet-queda-no-uso-de-profilaxia-antibiotica-em-procedimentos-dentarios-aumentou-a-incidencia-de-endocardite-infecciosa-apos-novas-diretrizes-do-nice-em-2008.htm>. Acesso em: 22 nov. 2019.

Complementos

1 Endocardite: Inflamação aguda ou crônica do endocárdio. Ela pode estar preferencialmente localizada nas válvulas cardíacas (endocardite valvular) ou nas paredes cardíacas (endocardite parietal). Pode ter causa infecciosa ou não infecciosa.
2 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
3 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
4 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
Gostou do artigo? Compartilhe!