Gostou do artigo? Compartilhe!

Dados divulgados pelo INCA indicam que, a cada dia, ao menos sete brasileiros morrem por doenças provocadas pela exposição passiva à fumaça do tabaco

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

De acordo com o estudo “Mortalidade atribuível ao tabagismo passivo na população brasileira”, realizado por pesquisadores do INCA e do Instituto de Estudos de Saúde1 Coletiva da UFRJ, pelo menos 2.655 não-fumantes morrem a cada ano no Brasil por doenças atribuíveis ao tabagismo passivo. A maioria das mortes ocorre entre mulheres (60,3%).

Participaram do estudo 23.457 indivíduos na faixa etária de 35 anos ou mais. Fumantes e ex-fumantes não fizeram parte da população avaliada. A pesquisa considerou apenas as três principais doenças relacionadas ao tabagismo passivo: câncer2 de pulmão3, doenças isquêmicas do coração4 (infarto do miocárdio5) e acidentes vasculares6 cerebrais (derrames). Definiu-se como fumantes passivos as pessoas que nunca fumaram e que moravam com pelo menos um fumante no mesmo domicílio.

De cada mil mortes por doenças cérebro7-vasculares6, 29 são atribuíveis à exposição passiva à fumaça do tabaco. A proporção é de 25 para mil no caso de doenças isquêmicas e de 7 para mil mortes por câncer2 de pulmão3. Os óbitos de mulheres são de 1,3 a 3 vezes mais numerosos que os de homens.

Fonte: INCA

Veja a notícia completa em:

Mortalidade8 atribuível ao tabagismo passivo na população brasileira

NEWS.MED.BR, 2008. Dados divulgados pelo INCA indicam que, a cada dia, ao menos sete brasileiros morrem por doenças provocadas pela exposição passiva à fumaça do tabaco. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/22495/dados-divulgados-pelo-inca-indicam-que-a-cada-dia-ao-menos-sete-brasileiros-morrem-por-doencas-provocadas-pela-exposicao-passiva-a-fumaca-do-tabaco.htm>. Acesso em: 22 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
3 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
4 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
5 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
6 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
7 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
8 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!