Atalho: 5W0ITCD
Gostou do artigo? Compartilhe!

MRSA: mel Manuka pode ajudar no combate a infecções causadas por bactérias resistentes aos antibióticos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores da Universidade de Wales relatam que o mel Manuka, uma variedade de mel típica da Nova Zelândia, pode ajudar no combate a infecções1 causadas por bactérias resistentes aos antimicrobianos, como as ocasionadas pelo Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA). Os resultados foram apresentados na reunião da Society for General Microbiology.

Os pesquisadores afirmam que o mel Manuka altera a estrutura e a atividade das bactérias de maneira diferente.

No estudo com MRSA, a bactéria2 foi suscetível a concentrações relativamente baixas do mel Manuka. A combinação deste mel com o antibiótico oxacilina (e, em pequena extensão, com a vancomicina) alterou a estrutura dessas drogas, tornando-as potencialmente mais eficazes. Esta eficácia foi medida pela concentração inibitória mínima, ou mínima concentração bactericida, sendo cada um delas uma medida da concentração da droga necessária para retardar o crescimento ou matar os micro-organismos.

Na pesquisa com Pseudomonas, o mel induziu mudanças significativas na expressão de proteínas3 pela bactéria2, o que pode prejudicar a sua sobrevivência4.

Já com o Streptoccoccus pyogenes, o mel inibiu o crescimento do biofilme da bactéria2, uma película que algumas delas são capazes de criar ao se unirem e se aderirem a uma superfície. Este biofolme as protege de ações externas e dificulta a desinfecção5 no local onde estão.

Fonte: Society for General Microbiology

NEWS.MED.BR, 2011. MRSA: mel Manuka pode ajudar no combate a infecções causadas por bactérias resistentes aos antibióticos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/177775/mrsa-mel-manuka-pode-ajudar-no-combate-a-infeccoes-causadas-por-bacterias-resistentes-aos-antibioticos.htm>. Acesso em: 15 nov. 2019.

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Bactéria: Organismo unicelular, capaz de auto-reproduzir-se. Existem diferentes tipos de bactérias, classificadas segundo suas características de crescimento (aeróbicas ou anaeróbicas, etc.), sua capacidade de absorver corantes especiais (Gram positivas, Gram negativas), segundo sua forma (bacilos, cocos, espiroquetas, etc.). Algumas produzem infecções no ser humano, que podem ser bastante graves.
3 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
4 Sobrevivência: 1. Ato ou efeito de sobreviver, de continuar a viver ou a existir. 2. Característica, condição ou virtude daquele ou daquilo que subsiste a um outro. Condição ou qualidade de quem ainda vive após a morte de outra pessoa. 3. Sequência ininterrupta de algo; o que subsiste de (alguma coisa remota no tempo); continuidade, persistência, duração.
5 Desinfecção: Eliminação de microorganismos de uma superfície contaminada. Em geral utilizam-se diferentes compostos químicos (álcool, clorexidina), ou lavagem com escovas especiais.
Gostou do artigo? Compartilhe!