Gostou do artigo? Compartilhe!

Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH) critica liminar sobre doação de sangue

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH) estuda entrar com um recurso contra a liminar 73/2006, expedida pela Justiça Federal nesta última quarta feira, dia 26.

A liminar determina que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíba todos os hemocentros do país de fazer questionamentos que identifiquem a opção sexual de possíveis doadores de sangue1 durante entrevistas que antecedem as coletas.

A ação, movida pelo Ministério Público Federal do Piauí, classifica como "discriminatória" a norma da Agência que regulamenta as condições para que uma pessoa possa doar sangue1.

De acordo com o presidente da SBHH, Carlos Chiattone, há universalmente um grande empenho em se diminuir o risco de transmissão de doenças infecciosas pela transfusão2 de sangue1.

"Os exames sorológicos realizados são importantes, mas não suficientes. O doador pode ter sido recentemente infectado, período onde já pode transmitir a doença, mas os exames ainda se mostram negativos (janela imunológica). Sobretudo para esses doadores, a entrevista de triagem é fundamental ao identificar um comportamento não seguro para a infecção3 pelo HIV4", explica.

O presidente destaca que o procedimento, no Brasil, deste inquérito sobre comportamento não seguro, especialmente no quesito homem que tem sexo com homem, é idêntico aos adotados pelas normas européias.

"Há que se salientar que a liminar concedida deveria ter sido precedida de ampla discussão técnica sobre o assunto. Ao nosso ver, poderá representar um enorme retrocesso quanto à segurança na transfusão2 sangüínea no Brasil", completa.

Para o presidente do Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará, João Carlos Pina Saraiva, que também é diretor da SBHH, o que deve prevalecer é o direito do cidadão de receber um sangue1 seguro.
     
Fonte: SBHH

NEWS.MED.BR, 2006. Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (SBHH) critica liminar sobre doação de sangue. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1432/sociedade-brasileira-de-hematologia-e-hemoterapia-sbhh-critica-liminar-sobre-doacao-de-sangue.htm>. Acesso em: 2 dez. 2021.

Complementos

1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Transfusão: Introdução na corrente sangüínea de sangue ou algum de seus componentes. Podem ser transfundidos separadamente glóbulos vermelhos, plaquetas, plasma, fatores de coagulação, etc.
3 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
4 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
Gostou do artigo? Compartilhe!