Gostou do artigo? Compartilhe!

Novo medicamento para tratamento da hepatite C é aprovado pela Anvisa, o Daklinza (daclatasvir)

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Daklinza (daclatasvir), medicamento produzido pela Bristol-Myers Squibb, é aprovado pela Anvisa para ser usado no tratamento oral da hepatite1 C. O pedido de registro consta no Diário Oficial da União desta terça-feira dia 6 de janeiro. A Agência está avaliando também a segurança e eficácia de outros dois princípios ativos considerados inovadores para o tratamento desta doença: o sofosbuvir e o simeprevir.

O Daklinza (daclatasvir) tem as vantagens de apresentar maior eficácia em relação às terapias já existentes, tempo reduzido de tratamento e os benefícios do uso oral da medicação. Esta nova medicação é o primeiro inibidor pan-genotípico do complexo NS5A que permite o uso em combinação com outros medicamentos para o tratamento de infecção2 crônica pelos genótipos 1, 2, 3 e 4 do vírus3 da hepatite1 C (HCV) em adultos, possibilitando um menor período de tratamento.

De acordo com o Ministério da Saúde4, cerca de 3% da população mundial pode ter tido infecção2 pelo vírus3 da hepatite1 C. No Brasil, a prevalência5 na população é em torno de 1,4% a 1,7%, principalmente em adultos com mais de 45 anos.

Fonte: Anvisa, de 6 de janeiro de 2014

 

 

NEWS.MED.BR, 2015. Novo medicamento para tratamento da hepatite C é aprovado pela Anvisa, o Daklinza (daclatasvir). Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/738972/novo-medicamento-para-tratamento-da-hepatite-c-e-aprovado-pela-anvisa-o-daklinza-daclatasvir.htm>. Acesso em: 4 abr. 2020.

Complementos

1 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
4 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
5 Prevalência: Número de pessoas em determinado grupo ou população que são portadores de uma doença. Número de casos novos e antigos desta doença.
Gostou do artigo? Compartilhe!