Atalho: 6MO5SA2
Gostou do artigo? Compartilhe!

FDA aprova novo tratamento para a esclerose múltipla, o Aubagio (teriflunomida)

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O Food and Drug Administration (FDA), nos EUA, aprovou o uso de Aubagio (teriflunomida), um comprimido, uma vez por dia, para o tratamento de adultos com formas reincidentes de esclerose múltipla1.

“Em um ensaio clínico, a taxa de recaída para os pacientes que utilizaram o Aubagio (teriflunomida) foi cerca de 30 por cento menor do que a taxa de recaída para aqueles que tomaram um placebo2", disse Russell Katz, médico, diretor da Divisão de Produtos de Neurologia, do Centro para Avaliação e Pesquisa de Medicamentos do FDA .

A esclerose múltipla1 é uma doença crônica que interrompe a comunicação entre o cérebro3 e outras partes do corpo. Ela está entre as causas mais comuns de incapacidade neurológica em adultos jovens e ocorre pelo menos duas vezes mais frequentemente em mulheres do que em homens. Para a maioria das pessoas com a patologia4, episódios de agravamento do quadro (recaídas) são inicialmente seguidos por períodos de recuperação (remissão). Com o tempo, os períodos de remissão podem ser incompletos, levando ao declínio progressivo.

Os efeitos colaterais5 mais comuns do Aubagio, experimentados pelos pacientes no ensaio clínico, incluíram diarreia6, alteração da função hepática7, náuseas8 e queda capilar9. Os médicos devem solicitar exames de sangue10 para verificar o funcionamento do fígado11 antes do início do tratamento com Aubagio e periodicamente durante o uso da medicação. Com base em estudos com animais, a droga pode causar danos ao feto12, o que significa que as mulheres em idade fértil devem ter um teste de gravidez13 negativo antes de iniciar o uso do medicamento e usar método contraceptivo eficaz durante o tratamento.

Fonte: FDA 

NEWS.MED.BR, 2012. FDA aprova novo tratamento para a esclerose múltipla, o Aubagio (teriflunomida). Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/318055/fda-aprova-novo-tratamento-para-a-esclerose-multipla-o-aubagio-teriflunomida.htm>. Acesso em: 30 mar. 2020.

Complementos

1 Esclerose múltipla: Doença degenerativa que afeta o sistema nervoso, produzida pela alteração na camada de mielina. Caracteriza-se por alterações sensitivas e de motilidade que evoluem através do tempo produzindo dano neurológico progressivo.
2 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
3 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
4 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
7 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
8 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
9 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
10 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
11 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
12 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
13 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
Gostou do artigo? Compartilhe!