Gostou do artigo? Compartilhe!

Tonabersat: novo medicamento para enxaqueca reduz 62% das crises de enxaqueca com três meses de uso da medicação e entra na fase III da triagem clínica

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Tonabersat é o primeiro de uma nova classe de medicamentos, os bloqueadores de junção neural, capazes de reduzir a atividade excessiva do cérebro1, um provável fator responsável pelas crises de enxaqueca2. A medicação atua influenciando as interações entre células nervosas3, células4 da glia e nervos.

 

A fase IIa da triagem clínica foi concluída e mostrou uma resposta significativa à medicação - definida como uma redução maior que 50% nas crises de enxaqueca2 ao final de três meses de uso do medicamento.  Comparando-se tonabersat ao placebo5, observou-se uma diminuição de 62% nas crises para aqueles que usaram tonabersat e de 45% para aqueles que usaram placebo5 (p<0,05).

 

Houve também uma redução importante do uso de analgésicos6 para dor de cabeça7 naqueles que estavam em uso do tonabersat. No terceiro mês do estudo, aqueles que usavam o novo remédio reduziram em 60% o uso de analgésicos6, comparados com uma redução de 34% nos que usavam placebo5 (p<0,02).

 

O tonabersat é resultado de pesquisas da GlaxoSmithKline. A empresa vendeu o projeto para a Minster Pharmaceuticals, que pretende concluir a validação do produto e colocá-lo no mercado.

 

Fonte: Minster Pharmaceuticals

NEWS.MED.BR, 2008. Tonabersat: novo medicamento para enxaqueca reduz 62% das crises de enxaqueca com três meses de uso da medicação e entra na fase III da triagem clínica. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/18960/tonabersat-novo-medicamento-para-enxaqueca-reduz-62-das-crises-de-enxaqueca-com-tres-meses-de-uso-da-medicacao-e-entra-na-fase-iii-da-triagem-clinica.htm>. Acesso em: 17 nov. 2019.

Complementos

1 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
2 Enxaqueca: Sinônimo de migrânea. É a cefaléia cuja prevalência varia de 10 a 20% da população. Ocorre principalmente em mulheres com uma proporção homem:mulher de 1:2-3. As razões para esta preponderância feminina ainda não estão bem entendidas, mas suspeita-se de alguma relação com o hormônio feminino. Resulta da pressão exercida por vasos sangüíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. O tratamento da enxaqueca envolve normalmente drogas vaso-constritoras para aliviar esta pressão. No entanto, esta medicamentação pode causar efeitos secundários no sistema circulatório e é desaconselhada a pessoas com problemas cardiológicos.
3 Células Nervosas: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO.
4 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
5 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
6 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
7 Cabeça:
Gostou do artigo? Compartilhe!