Atalho: 5VI2RX1
Gostou do artigo? Compartilhe!

Alli: primeira medicação para perda de peso sem necessidade de prescrição médica é aprovada pelo FDA nos Estados Unidos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

No dia 8 de fevereiro foi aprovada, pelo FDA, a primeira medicação que não precisa ser vendida com prescrição médica para o tratamento da obesidade1. O medicamento é fabricado pela GlaxoSmithKline, tem o nome de Alli e reduz a quantidade de gordura2 dos alimentos absorvida pelo organismo. É uma versão com a metade da dose do medicamento conhecido como Xenical, produzido pela Roche AG. Enquanto o Alli tem 60 mg de orlistat, o Xenical tem 120 mg desta mesma substância em sua composição.

O FDA (Food and Drug Administration) liberou o uso do Alli para adultos com sobrepeso3 e enfatizou que a medicação deve ser usada juntamente com uma dieta de baixa caloria4, pobre em gordura2 e associada a uma prática regular de atividades físicas para que seja obtido um resultado satisfatório.

A embalagem do medicamento vem dizendo que, para cada 2268 gramas perdidos por dieta, o Alli pode ajudar uma pessoa a perder de 900 a 1360 gramas a mais.

Cerca de 28% dos usuários do Alli, nos estudos realizados, perderam 5 a 10 % de seu peso corporal por um período de 6 meses, comparados a 18% dos que receberam placebo5.

O medicamento pode ser usado 3 vezes ao dia nas refeições. Ele age reduzindo em 25% a quantidade de gordura2 que o organismo absorve. A gordura2 não digerida é eliminada pelo intestino, o que pode causar efeitos adversos como gases ou eliminação de fezes com gordura2. Uma dieta pobre em gordura2 reduz esses efeitos colaterais6. As pessoas que vão utilizar esta medicação devem usar um polivitamínico ao deitar para evitar a perda de certos nutrientes, acrescenta o FDA.

Alli é o primeiro medicamento para perda de peso sem prescrição médica aprovado pelo FDA. O preço será de 2 dólares por dia e chega às lojas no verão americano. No Brasil, não há previsão de entrada da medicação ao mercado.

Pessoas que receberam transplante de órgão não devem usar esta medicação pelo risco de interações medicamentosas. Aqueles que usam anticoagulantes7 ou que estão sendo tratados para diabetes8 ou doenças da tireóide devem consultar um médico antes de usar o Alli.

O Xenical, da Roche, e o Meridia, do Laboratório Abbott, continuam sendo vendidos com prescrição médica e o laboratório Sanofi-Aventis espera a aprovação do Acomplia, outro medicamento para a perda de peso.

Fonte: Food and Drug Administration

NEWS.MED.BR, 2007. Alli: primeira medicação para perda de peso sem necessidade de prescrição médica é aprovada pelo FDA nos Estados Unidos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/pharma-news/10476/alli-primeira-medicacao-para-perda-de-peso-sem-necessidade-de-prescricao-medica-e-aprovada-pelo-fda-nos-estados-unidos.htm>. Acesso em: 19 nov. 2019.

Complementos

1 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
2 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
3 Sobrepeso: Peso acima do normal, índice de massa corporal entre 25 e 29,9.
4 Caloria: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc. Carboidratos, proteínas, gorduras e álcool fornecem calorias na dieta. Carboidratos e proteínas têm 4 calorias em cada grama, gorduras têm 9 calorias por grama e álcool têm 7 calorias por grama.
5 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
6 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
7 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
8 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
Gostou do artigo? Compartilhe!