Atalho: 55ZN30X
Gostou do artigo? Compartilhe!

Lançamento de medicamentos: confira as novidades da indústria farmacêutica

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pristiq da Wyeth

Pristiq (desvenlaxina) é o lançamento da Wyeth para o tratamento do transtorno depressivo maior em adultos. Disponível nas apresentações de 50mg e de 100mg. Ele é o sucessor do Efexor e do Efexor XR. Possui metabolização simples e independente, eficácia de dual, taxa de abandono por eventos adversos comparável ao placebo1, não interfere no peso corporal, tem baixa interferência na função sexual e baixo potencial de interação medicamentosa. Devem ser observados o aparecimento de alterações incomuns do comportamento, piora da depressão e idéias suicidas principalmente ao iniciar a terapia ou durante alterações posológicas. Não está recomendado o uso em pacientes com angina2 instável.

Nasaleze da Mantecorp

De origem vegetal, 100% natural, o Nasaleze (celulose natural inerte micronizada) atua na prevenção da rinite3 alérgica. Em contato com a mucosa4 nasal, forma uma fina camada gel que impede a entrada dos alérgenos5 inalatórios. Não possui efeitos adversos. Pode ser utilizado em crianças, adultos, lactantes6 e idosos. Deve ser feita uma aplicação em cada narina duas vezes ao dia.

Atroveran Plus da Hypermarcas

Para o alívio rápido e prolongado das cólicas7, dores e desconfortos abdominais, a Hypermarcas lançou o Atroveran Plus (Paracetamol 500mg associado ao Butilbrometo de Escopolamina 10mg).

Nalle da NIKKHO

Nalle é o novo medicamento da NIKKHO para o alívio dos sintomas8 da tensão pré-menstrual (TPM). Composto de extrato seco de Vitex agnus castus L. e encontrado em cápsulas gelatinosas que devem ser ingeridas uma vez ao dia. Está indicado em casos de distúrbios do ciclo menstrual, promove equilíbrio entre os hormônios estrogênio e progesterona, aliviando os sintomas8 físicos e psíquicos da TPM . É um medicamento não hormonal. É bem tolerado, mas há relatos de aumento do fluxo menstrual em algumas mulheres que fazem uso da medicação.

NEWS.MED.BR, 2009. Lançamento de medicamentos: confira as novidades da indústria farmacêutica. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/novos-medicamentos/31083/lancamento-de-medicamentos-confira-as-novidades-da-industria-farmaceutica.htm>. Acesso em: 17 set. 2019.

Complementos

1 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
2 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
3 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
4 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
5 Alérgenos: Substância capaz de provocar reação alérgica em certos indivíduos.
6 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
7 Cólicas: Dor aguda, produzida pela dilatação ou contração de uma víscera oca (intestino, vesícula biliar, ureter, etc.). Pode ser de início súbito, com exacerbações e períodos de melhora parcial ou total, nos quais o paciente pode estar sentindo-se bem ou apresentar dor leve.
8 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
Gostou do artigo? Compartilhe!