Gostou do artigo? Compartilhe!

NEJM: fototerapia com luz solar filtrada em recém-nascidos africanos

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Sequelas1 de hiperbilirrubinemia grave constituem um fardo substancial em áreas onde a eficaz fototerapia convencional não está disponível. Já foi anteriormente verificado que a utilização de luz solar filtrada com o objetivo de fototerapia é um método seguro e eficaz para diminuir a hiperbilirrubinemia total. No entanto, sua relativa segurança e eficácia, em comparação com a fototerapia convencional são desconhecidas.

Foi realizado um estudo aleatorizado e controlado, publicado pelo The New England Journal of Medicine (NEJM), em que a luz solar filtrada foi comparada à fototerapia convencional para o tratamento da hiperbilirrubinemia em neonatos2 a termo e em prematuros tardios em uma grande maternidade nigeriana urbana. O desfecho primário foi a eficácia, definida como uma taxa de aumento total da bilirrubina3 de menos de 0,2 mg por decilitro por hora para crianças de até 72 horas de vida ou uma diminuição da bilirrubina3 total para crianças com mais de 72 horas de vida que receberam pelo menos cinco horas de fototerapia. A necessidade de exsanguíneo transfusão4 foi um desfecho secundário. Também foi avaliada a segurança, a qual foi definida como ausência da necessidade de retirar o tratamento devido à hipertermia, hipotermia5, desidratação6 ou queimadura solar.

Foram incluídos 447 lactentes7 e distribuídos aleatoriamente: 224 receberam luz solar filtrada e 223 receberam a fototerapia convencional. Luz solar filtrada foi eficaz em 93% dos dias de tratamento que puderam ser avaliados, em comparação com 90% para a fototerapia convencional, e tinha um nível médio mais elevado de irradiância (40 vs 17 μW por centímetro quadrado por nanômetro, P<0,001). Temperaturas superiores a 38,0 °C ocorreram em 5% das crianças recebendo luz solar filtrada e em 1% dos que receberam fototerapia convencional (P<0,001), mas nenhuma criança preencheu os critérios para a retirada do estudo por razões de segurança ou necessidade de exsanguíneo transfusão4.

Concluiu-se no presente estudo que a luz solar filtrada não foi inferior à fototerapia convencional para o tratamento da hiperbilirrubinemia neonatal e não resultou em qualquer retirada do estudo por razões de segurança.

Fonte: NEJM, volume 373, número 12, de 17 de setembro de 2015

NEWS.MED.BR, 2015. NEJM: fototerapia com luz solar filtrada em recém-nascidos africanos. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/803629/nejm-fototerapia-com-luz-solar-filtrada-em-recem-nascidos-africanos.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Sequelas: 1. Na medicina, é a anomalia consequente a uma moléstia, da qual deriva direta ou indiretamente. 2. Ato ou efeito de seguir. 3. Grupo de pessoas que seguem o interesse de alguém; bando. 4. Efeito de uma causa; consequência, resultado. 5. Ato ou efeito de dar seguimento a algo que foi iniciado; sequência, continuação. 6. Sequência ou cadeia de fatos, coisas, objetos; série, sucessão. 7. Possibilidade de acompanhar a coisa onerada nas mãos de qualquer detentor e exercer sobre ela as prerrogativas de seu direito.
2 Neonatos: Refere-se a bebês nos seus primeiros 28 dias (mês) de vida. O termo “recentemente-nascido“ refere-se especificamente aos primeiros minutos ou horas que se seguem ao nascimento. Esse termo é utilizado para enfocar os conhecimentos e treinamento da ressuscitação imediatamente após o nascimento e durante as primeiras horas de vida.
3 Bilirrubina: Pigmento amarelo que é produto da degradação da hemoglobina. Quando aumenta no sangue, acima de seus valores normais, pode produzir uma coloração amarelada da pele e mucosas, denominada icterícia. Pode estar aumentado no sangue devido a aumento da produção do mesmo (excesso de degradação de hemoglobina) ou por dificuldade de escoamento normal (por exemplo, cálculos biliares, hepatite).
4 Transfusão: Introdução na corrente sangüínea de sangue ou algum de seus componentes. Podem ser transfundidos separadamente glóbulos vermelhos, plaquetas, plasma, fatores de coagulação, etc.
5 Hipotermia: Diminuição da temperatura corporal abaixo de 35ºC.Pode ser produzida por choque, infecção grave ou em estados de congelamento.
6 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
7 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
Gostou do artigo? Compartilhe!