Gostou do artigo? Compartilhe!

Cotrimoxazol e morte súbita em doentes tratados com inibidores do sistema renina-angiotensina: estudo de base populacional publicado pelo BMJ

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A pesquisa foi realizada em Ontário, Canadá, de 1º de abril de 1994 a 1º de janeiro de 2012, e publicada pelo British Medical Journal (BMJ). Os participantes foram residentes de Ontário, com 66 anos ou mais de idade, tratados com um inibidor da enzima1 de conversão da angiotensina ou bloqueador do receptor da angiotensina. Os casos foram aqueles que morreram subitamente logo depois de receber uma prescrição ambulatorial para o uso de cotrimoxazol, amoxicilina, ciprofloxacina, norfloxacina ou nitrofurantoína. Cada caso foi combinado com até quatro controles para idade, sexo, doença renal2 crônica e diabetes3.

A principal medida de resultado foi o odds ratio para a associação entre morte súbita e a exposição a cada antibiótico em relação à amoxicilina, após o ajuste para fatores preditores de morte súbita, de acordo com um índice de risco da doença.

Das 39.879 mortes repentinas, 1.027 ocorreram dentro dos primeiros sete dias após o início da exposição a um dos antibióticos avaliados em relação à amoxicilina e foram pareadas a 3.733 controles. Em relação à amoxicilina, o cotrimoxazol foi associado a um risco aumentado de morte súbita [Odds ratio ajustado 1,38; IC 95% (intervalo de confiança de 95%) 1,09-1,76]. O risco foi ligeiramente superior em catorze dias (Odds ratio ajustado de 1,54, IC 95% 1,29-1,84). Isso corresponde a cerca de três mortes súbitas no prazo de catorze dias por 1.000 prescrições de cotrimoxazol. A ciprofloxacina (uma causa conhecida de prolongamento do intervalo QT) também foi associada a um risco aumentado de morte súbita (Odds ratio ajustado de 1,29; 1,03-1,62), mas esse risco não foi observado com a nitrofurantoína ou norfloxacina.

Em pacientes mais idosos que recebem inibidores da enzima1 de conversão da angiotensina ou bloqueadores dos receptores da angiotensina, o cotrimoxazol foi associado a um aumento do risco de morte súbita. A hipercalemia4 grave não reconhecida pode ser a base desta constatação. Quando apropriado, antibióticos alternativos devem ser considerados para tais pacientes.

Fonte: BMJ, publicação de 30 de outubro de 2014

NEWS.MED.BR, 2014. Cotrimoxazol e morte súbita em doentes tratados com inibidores do sistema renina-angiotensina: estudo de base populacional publicado pelo BMJ. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/580257/cotrimoxazol-e-morte-subita-em-doentes-tratados-com-inibidores-do-sistema-renina-angiotensina-estudo-de-base-populacional-publicado-pelo-bmj.htm>. Acesso em: 15 dez. 2019.

Complementos

1 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
2 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
3 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
4 Hipercalemia: É a concentração de potássio sérico maior que 5.5 mmol/L (mEq/L). Uma concentração acima de 6.5 mmol/L (mEq/L) é considerada crítica.
Gostou do artigo? Compartilhe!