Gostou do artigo? Compartilhe!

Atividade física e sua relação com o risco de câncer de mama na pós-menopausa

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Evidências epidemiológicas sugerem uma associação inversa entre atividade física e risco para o câncer1 de mama2 na pós-menopausa3. Se existem associações para atividades moderadas, como caminhadas, e se as associações diferem pelo status de receptor de estrogênio (ER), índice de massa corporal4 (IMC5, kg/m²), ganho de peso na idade adulta ou uso de hormônios na pós-menopausa3 (PMH) ainda não está claro. A relação entre o tempo gasto sentado e o câncer1 de mama2 também é incerta.

O trabalho, publicado pelo periódico Cancer1 Epidemiology, Biomarkers & Prevention, mostrou que entre as 73.615 mulheres na pós-menopausa3, com idade variando entre 50 e 73 anos, que participaram do American Cancer1 Society Cancer1 Prevention Study II Nutrition Cohort, 4.760 foram diagnosticadas com câncer1 de mama2 entre 1992 e 2009. A regressão de Cox estendida foi utilizada para estimar os riscos relativos (RR) de câncer1 de mama2 em relação ao total de atividade física de lazer, caminhada e tempo de lazer sentado. Diferenças nas associações por status ER, IMC5, ganho de peso e uso de PMH também foram avaliadas. As mulheres mais ativas (aquelas que relataram mais de 42 MET-horas por semana de atividade física) tiveram um risco 25% menor de câncer1 de mama2 do que as menos ativas [0 a menos de 7 MET-horas/semana, intervalo de confiança de 95% (CI), 0.63-0,89; P=0,01]. 47% das mulheres relataram a caminhada como sua única atividade de lazer, entre estas mulheres, um risco 14% menor foi observado para ≥ 7 horas/semana de caminhada em relação a ≤ 3 horas/semana de caminhada (IC 95%; 0,75-0,98). As associações não diferiram pelo status ER, IMC5, ganho de peso ou uso de PMH. O tempo que passavam assentadas não foi associado ao risco.

Estes resultados sugerem uma associação inversa entre atividade física e o risco de câncer1 de mama2 na pós-menopausa3 que não difere por status de ER, IMC5, ganho de peso ou uso de PMH. O menor risco foi associado a ≥ 7 horas/semana de caminhada. Isto pode ser muito útil em termos de saúde6 pública.

Fonte: Cancer1 Epidemiology, Biomarkers & Prevention, de 22 de outubro de 2013

NEWS.MED.BR, 2013. Atividade física e sua relação com o risco de câncer de mama na pós-menopausa. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/502245/atividade-fisica-e-sua-relacao-com-o-risco-de-cancer-de-mama-na-pos-menopausa.htm>. Acesso em: 8 dez. 2019.

Complementos

1 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
2 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
3 Menopausa: Estado fisiológico caracterizado pela interrupção dos ciclos menstruais normais, acompanhada de alterações hormonais em mulheres após os 45 anos.
4 Índice de massa corporal: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
5 IMC: Medida usada para avaliar se uma pessoa está abaixo do peso, com peso normal, com sobrepeso ou obesa. É a medida mais usada na prática para saber se você é considerado obeso ou não. Também conhecido como IMC. É calculado dividindo-se o peso corporal em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. Existe uma tabela da Organização Mundial de Saúde que classifica as medidas de acordo com o resultado encontrado.
6 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
Gostou do artigo? Compartilhe!