Atalho: 6T7BH27
Gostou do artigo? Compartilhe!

Pediatrics: nova ferramenta pode auxiliar o diagnóstico de cefaleias em crianças e adolescentes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Até o momento não há entrevistas estruturadas para se avaliar os critérios de diagnóstico1 da dor de cabeça2 em crianças. O objetivo do estudo, publicado pelo periódico Pediatrics, foi analisar a validade da Diagnostic Interview of Headache Syndromes -Child Version (DIHS-C), desenvolvida no National Institute of Mental Health, para diagnóstico1 de cefaleias3 e comorbidades4 associadas em crianças e adolescentes.

A DIHS-C é uma entrevista diagnóstica totalmente estruturada com uma história clínica aberta, módulos com sintomas5-chave para cada um dos subtipos mais frequentes de dor de cabeça2 e questões relacionadas à duração, frequência, curso e tratamento das cefaleias3. Este artigo apresenta a validação da entrevista em uma amostra de 104 crianças avaliadas como parte de um estudo comunitário.

A sensibilidade de diagnóstico1 da entrevista DIHS-C, comparando-a ao diagnóstico1 de um neurologista6 especializado em cefaleia7, foi de 98% e especificidade foi de 61%. Níveis semelhantes de sensibilidade e especificidade foram encontrados por sexo e idade das crianças.

Concluiu-se que a DIHS-C fornece uma nova ferramenta que pode aumentar a confiabilidade dos diagnósticos pediátricos em ambientes clínicos e comunitários.

Fonte: Pediatrics, publicação online de 24 de dezembro de 2012

NEWS.MED.BR, 2013. Pediatrics: nova ferramenta pode auxiliar o diagnóstico de cefaleias em crianças e adolescentes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/334555/pediatrics-nova-ferramenta-pode-auxiliar-o-diagnostico-de-cefaleias-em-criancas-e-adolescentes.htm>. Acesso em: 23 jul. 2019.

Complementos

1 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
2 Cabeça:
3 Cefaléias: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaléia ou dor de cabeça tensional, cefaléia cervicogênica, cefaléia em pontada, cefaléia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaléias ou dores de cabeça. A cefaléia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
4 Comorbidades: Coexistência de transtornos ou doenças.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Neurologista: Médico especializado em problemas do sistema nervoso.
7 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
Gostou do artigo? Compartilhe!