Gostou do artigo? Compartilhe!

Qual o momento ideal para mudar da antibioticoterapia venosa para a via oral em crianças com doenças infecciosas?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Estudo de revisão sistemática sobre o momento ideal para a mudança do tratamento de infecções1 bacterianas em crianças com antibióticos venosos para o uso por via oral teve publicação online pelo periódico The Lancet Infectious Diseases.

Poucos estudos estão disponíveis para informar sobre a duração de antibióticos intravenosos para crianças e quando é seguro e apropriado mudar para os antibióticos orais. Pesquisadores australianos do ANZPID-ASAP Group avaliaram sistematicamente a duração de antibióticos e o tempo ideal para mudar da terapia intravenosa para a via oral em 36 doenças infecciosas pediátricas e desenvolveram recomendações baseadas em evidências, em diretrizes e em consensos entre especialistas.

Foram pesquisados os bancos de dados e obtidas informações de referências e protocolos relevantes. Todos os estudos elegíveis foram avaliados quanto à sua qualidade da pesquisa. Cerca de 4090 artigos foram identificados e 170 estudos foram incluídos nesta revisão. Evidências relacionadas à duração da antibioticoterapia e os resultados obtidos em crianças para algumas infecções1 foram apoiadas por meta-análises ou ensaios clínicos2 randomizados; em outras infecções1 os dados eram apenas de séries retrospectivas. Critérios para mudança da via venosa para a via oral comumente incluíam defervescência e melhora clínica com ou sem melhora dos marcadores laboratoriais.

Evidências sugerem que a mudança da via intravenosa para a via oral pode ocorrer mais cedo do que o recomendado anteriormente para algumas infecções1. Nesta revisão foram sintetizadas recomendações de duração da antibioticoterapia e da alternância da via venosa para a via oral para apoiar a tomada de decisão clínica e as pesquisas prospectivas. Estas recomendações podem ser consultadas no site da Australasian Society for Infectious Diseases em ASAP Guidelines for Antibiotic Duration and IV-Oral Switch.

 

Fonte: The Lancet Infectious Diseases, publicação online, de 16 de junho de 2016

NEWS.MED.BR, 2016. Qual o momento ideal para mudar da antibioticoterapia venosa para a via oral em crianças com doenças infecciosas?. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1269203/qual-o-momento-ideal-para-mudar-da-antibioticoterapia-venosa-para-a-via-oral-em-criancas-com-doencas-infecciosas.htm>. Acesso em: 16 out. 2019.

Complementos

1 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
Gostou do artigo? Compartilhe!