Gostou do artigo? Compartilhe!

Congresso Mundial de Diabetes: a doença afetará 380 milhões de pessoas até 2025 - 7% da população adulta

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A epidemia global de diabetes1 afetará 380 milhões até 2025 - ou seja, 7% da população adulta mundial - com a adoção de maus hábitos de saúde2 pelos países em desenvolvimento. A doença já afeta 246 milhões de pessoas no mundo. Há duas décadas o número de vítimas era de 30 milhões.

Este foi o cenário descrito pelo Atlas3 da Diabetes1, lançado durante o 19th World Diabetes1 Congress, realizado na Cidade do Cabo, África do Sul, entre os dias 3 e 7 de dezembro.

De acordo com o presidente da Federação Nacional de Associações e Entidades de Diabetes1, Fadlo Fraige, a estimativa brasileira é de 10 a 11 milhões de diabéticos, ou 6% da população nacional.

Atualmente, sabe-se que 40% das pessoas que sofrem enfarte e 50% dos que fazem hemodiálise4 têm a doença no país. Em edições anteriores do Atlas3 da Federação Internacional de Diabetes1, a previsão era de que o Brasil teria esse número de infectados apenas em 2025.

A doença é responsável pelas mortes de cerca de 3,8 milhões de pessoas por ano, a maioria por complicações como o ataque vascular5 cerebral e infarto6.

Para os especialistas presentes no evento, a doença mata tantas pessoas quanto a Aids e emerge como o maior desafio da saúde2 pública no século 21, especialmente nos países em desenvolvimento. "Doenças de estilo de vida", como a obesidade7, são apontadas como vilãs, trazidas pelo progresso econômico e urbanização.


A India e a China têm os maiores números de diabéticos: cerca de 40 milhões de pessoas. A previsão é de que as taxas de sul-americanos com a doença dobrem até 2025.

Fonte: International Diabetes1 Federation
19th International World Diabetes1 Congress

NEWS.MED.BR, 2006. Congresso Mundial de Diabetes: a doença afetará 380 milhões de pessoas até 2025 - 7% da população adulta. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/10435/congresso-mundial-de-diabetes-a-doenca-afetara-380-milhoes-de-pessoas-ate-2025-7-da-populacao-adulta.htm>. Acesso em: 11 ago. 2020.

Complementos

1 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
2 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
3 Atlas:
4 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
5 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
6 Infarto: Morte de um tecido por irrigação sangüínea insuficiente. O exemplo mais conhecido é o infarto do miocárdio, no qual se produz a obstrução das artérias coronárias com conseqüente lesão irreversível do músculo cardíaco.
7 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
Gostou do artigo? Compartilhe!