Atalho: 60NIEBB
Gostou do artigo? Compartilhe!

Circulation: hipotermia terapêutica melhora a sobrevida e confere neuroproteção em pacientes que sofreram parada cardíaca fora do hospital

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Pesquisadores do Minneapolis Heart Institute Foundation publicaram estudo, no periódico Circulation, sobre a importância da hipotermia1 terapêutica2 (HT) no tratamento de pacientes que sofreram parada cardíaca fora do hospital (PCFH). O protocolo conhecido como The Cool It Protocol estabeleceu que a HT faz parte do padrão de cuidados destes pacientes, pois aumenta a sobrevida3 e confere neuroproteção.

Entre fevereiro de 2006 e agosto de 2009, 140 pacientes que sofreram PCFH e se mantiveram não responsivos após o retorno espontâneo da circulação4 foram resfriados e reaquecidos com o uso de um dispositivo automatizado de arrefecimento não-invasivo. Três quartos dos pacientes (n = 107) foram transferidos para hospital que dispunha de HT.

Pacientes com parada por fibrilação não-ventricular ou choque5 cardiogênico foram incluídos, e pacientes com infarto do miocárdio6 com elevação do segmento ST (n = 68) receberam intervenção cardíaca e arrefecimento simultaneamente.

A sobrevida3 global na alta hospitalar foi de 56%, sendo que 92% dos sobreviventes tiveram alta com um resultado neurológico positivo. Parada com fibrilação não-ventricular e presença de choque5 cardiogênico foram fortemente associados à mortalidade7, mas sobreviventes com estas características tiveram altas taxas de recuperação neurológica positiva (100% e 89%, respectivamente).

Um aumento de 20% no risco de morte foi observado para cada hora de atraso do início do resfriamento.

Fonte: Circulation - Volume 124, de 12 de julho de 2011

 

NEWS.MED.BR, 2011. Circulation: hipotermia terapêutica melhora a sobrevida e confere neuroproteção em pacientes que sofreram parada cardíaca fora do hospital. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/224720/circulation-hipotermia-terapeutica-melhora-a-sobrevida-e-confere-neuroprotecao-em-pacientes-que-sofreram-parada-cardiaca-fora-do-hospital.htm>. Acesso em: 11 nov. 2019.

Complementos

1 Hipotermia: Diminuição da temperatura corporal abaixo de 35ºC.Pode ser produzida por choque, infecção grave ou em estados de congelamento.
2 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
3 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
4 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
5 Choque: 1. Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse, reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia persistir por tempo suficiente. 2. Encontro violento, com impacto ou abalo brusco, entre dois corpos. Colisão ou concussão. 3. Perturbação brusca no equilíbrio mental ou emocional. Abalo psíquico devido a uma causa externa.
6 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
7 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
Gostou do artigo? Compartilhe!