Gostou do artigo? Compartilhe!

O aumento da glicemia está associado a um declínio significativo no colesterol HDL em mulheres com pré-diabetes

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

A doença cardiovascular (DCV) é atualmente a causa mais importante de mortalidade1 e incapacidade em pessoas com ou sem diabetes2 em todo o mundo. Hiperglicemia3 e dislipidemia estão entre os principais contribuintes para o risco de DCV.

Entre as características da dislipidemia, o colesterol4 HDL5 baixo e o colesterol4 não HDL5 alto são um padrão comum não apenas no diabetes2, mas também em distúrbios menores na homeostase da glicose6, comumente referidos como “pré-diabetes”.

Nesse contexto, internacionalmente, estudos têm mostrado associações entre lipídios e glicemia7; entretanto, raramente foi examinado se essa ligação varia por gênero e população.

Neste estudo, publicado na revista Scientific Reports, pesquisadores investigaram as relações entre a glicemia7 e o colesterol4 HDL5 e não HDL5 e sua modificação por gênero.

Leia sobre "Pré-diabetes8: como é e como evitar", "Doenças cardiovasculares9", "Entendendo o colesterol4 do organismo" e "O que afeta o comportamento da glicemia7".

Foi realizada uma análise transversal do National Health Examination Survey da Tailândia (NHES-Thailand) e do Health Survey for England (HS-England) em adultos de 18 a 75 anos.

A glicemia7 foi avaliada pela glicose6 plasmática em jejum (GPJ) na Tailândia e pela HbA1c10 no Reino Unido. Em análises estratificadas por população e gênero, as relações entre glicemia7 e lipídios foram exploradas.

Um total de 15.145 adultos tailandeses e 3.484 adultos do Reino Unido com medições de sangue11 foram incluídos. As prevalências de pré-diabetes8 foram:

  • no NHES-Thailand, 16% (erro padrão [EP] = 0,004), com base na GPJ (5,6 a <7,0 mmol/L12)
  • no HS-England, 19% (0,007) com base na HbA1c10 (39 a <48 mmol/mol)

A homeostase da glicose6 cada vez mais anormal foi associada ao aumento da idade, da adiposidade, da pressão arterial sistólica13 (PAS) e da proporção de uso de anti-hipertensivos e hipolipemiantes e com a diminuição do colesterol4 HDL5.

Independentemente da idade, adiposidade, fumo, álcool, atividade física e uso de medicamentos para reduzir a pressão e os lipídios, o aumento da glicemia7 foi associado à redução do colesterol4 HDL5 especificamente em mulheres com pré-diabetes8 (NHES-Thailand, coeficiente beta -0,07 (IC 95% -0,15, -0,001) p = 0,04 e HS-England, -0,03 (-0,04, -0,006) p = 0,01).

Em ambas as populações, entre aqueles com pré-diabetes8, o aumento da glicemia7 está associado a um declínio adverso significativo no colesterol4 HDL5, especificamente em mulheres. Esses efeitos adversos são aparentes em populações internacionais amplamente diferentes.

Veja também sobre "Como medir os níveis de glicose6 no sangue11", "Como aumentar os níveis do HDL5" e "Informações sobre o Diabetes Mellitus14".

 

Fonte: Scientific Reports, publicação em 09 de junho de 2021.

 

NEWS.MED.BR, 2021. O aumento da glicemia está associado a um declínio significativo no colesterol HDL em mulheres com pré-diabetes. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1396795/o-aumento-da-glicemia-esta-associado-a-um-declinio-significativo-no-colesterol-hdl-em-mulheres-com-pre-diabetes.htm>. Acesso em: 4 dez. 2021.

Complementos

1 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
2 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
3 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
4 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
5 HDL: Abreviatura utilizada para denominar um tipo de proteína encarregada de transportar o colesterol sanguíneo, que se relaciona com menor risco cardiovascular. Também é conhecido como “Bom Colesterol”. Seus valores normais são de 35-50mg/dl.
6 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
7 Glicemia: Valor de concentração da glicose do sangue. Seus valores normais oscilam entre 70 e 110 miligramas por decilitro de sangue (mg/dl).
8 Pré-diabetes: Condição em que um teste de glicose, feito após 8 a 12 horas de jejum, mostra um nível de glicose mais alto que o normal mas não tão alto para um diagnóstico de diabetes. A medida está entre 100 mg/dL e 125 mg/dL. A maioria das pessoas com pré-diabetes têm um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.
9 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
10 HbA1C: Hemoglobina glicada, hemoglobina glicosilada, glico-hemoglobina ou HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C é uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos. Atualmente, a manutenção do nível de A1C abaixo de 7% é considerada um dos principais objetivos do controle glicêmico de pacientes diabéticos. Algumas sociedades médicas adotam metas terapêuticas mais rígidas de 6,5% para os valores de A1C.
11 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
12 Mmol/L: Milimols por litro, unidade de medida que mostra a concentração de uma substância em uma quantidade específica de fluido.
13 Pressão arterial sistólica: É a pressão mais elevada (pico) verificada nas artérias durante a fase de sístole do ciclo cardíaco, é também chamada de pressão máxima.
14 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
Gostou do artigo? Compartilhe!