Gostou do artigo? Compartilhe!

Comportamento sedentário eleva custos diretos com saúde no Reino Unido, publicado pelo Journal of Epidemiology & Community Health

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

Evidências crescentes indicam que o comportamento sedentário prolongado aumenta o risco de várias condições crônicas de saúde1 e mortalidade2 por todas as causas. Ele é prevalente entre adultos no Reino Unido. A quantificação dos custos associados ao comportamento sedentário é um passo importante no desenvolvimento de políticas de saúde1 pública.

Comportamento sedentário não é a mesma coisa que inatividade física, de acordo com a equipe de pesquisa liderada por Leonie Heron, do Centro de Saúde1 Pública da Queen's University, em Belfast. Comportamento sedentário "refere-se a estar sentado ou deitado enquanto são gastas apenas baixas quantidades de energia" (≤1,5 equivalentes metabólicos). Isso está de acordo com uma definição dada pelo National Centre for Sport & Exercise Medicine, em um resumo de evidências sobre o comportamento sedentário.

Saiba mais sobre "Sedentarismo3".

Neste estudo, publicado pelo Journal of Epidemiology & Community Health, os pesquisadores definiram comportamento sedentário como dispêndio de pelo menos 6 horas de vigília em tempo sedentário.

De acordo com a Health Survey for England 2012, 30% dos adultos no Reino Unido são sedentários por pelo menos 6 horas por dia durante a semana, e este número aumenta para 37% durante os finais de semana.

Os custos do National Health Service (NHS), do Reino Unido, associados ao comportamento sedentário prolongado (≥6 horas/dia) foram estimados em um período de um ano (2016-2017). Calculou-se a fração atribuível para a população (PAF) para cinco desfechos de saúde1 (diabetes4 tipo 2, doença cardiovascular [DCV], câncer5 de cólon6, câncer5 de endométrio7 e câncer5 de pulmão8). Ajustes foram feitos para uma dupla contagem potencial devido a comorbidades9. Também calculou-se as mortes evitáveis devido ao comportamento sedentário prolongado usando a PAF para mortalidade2 por todas as causas.

Os custos totais do NHS atribuíveis ao comportamento sedentário prolongado no Reino Unido em 2016–2017 foram de £0,8 bilhões, que incluíram gastos com DCV (£424 milhões), diabetes tipo 210 (£281 milhões), câncer5 de cólon6 (£30 milhões), câncer5 de pulmão8 (£19 milhões) e câncer5 de endométrio7 (£7 milhões). Após o ajuste para a dupla contagem potencial, o total estimado foi de £0,7 bilhões. Se o comportamento sedentário prolongado fosse eliminado, 69.276 mortes no Reino Unido poderiam ter sido evitadas em 2016.

Concluiu-se nesta estimativa conservadora dos custos diretos com saúde1 que o comportamento sedentário prolongado causa uma despesa considerável para o NHS no Reino Unido. Essa estimativa pode ser usada para priorizar recursos de saúde1 e investir em programas preventivos de saúde1 pública.

Leia sobre "Diabetes4", "Câncer5 de pulmão8", "Câncer5 de endométrio7", "Câncer5 de colorretal" e "Doenças cardiovasculares11".

 

Fonte: Journal of Epidemiology & Community Health, publicação online em 25 de março de 2019

 

NEWS.MED.BR, 2019. Comportamento sedentário eleva custos diretos com saúde no Reino Unido, publicado pelo Journal of Epidemiology & Community Health. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/saude/1336343/comportamento-sedentario-eleva-custos-diretos-com-saude-no-reino-unido-publicado-pelo-journal-of-epidemiology-amp-community-health.htm>. Acesso em: 20 out. 2019.

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Mortalidade: A taxa de mortalidade ou coeficiente de mortalidade é um dado demográfico do número de óbitos, geralmente para cada mil habitantes em uma dada região, em um determinado período de tempo.
3 Sedentarismo: Qualidade de quem ou do que é sedentário, ou de quem tem vida e/ou hábitos sedentários. Sedentário é aquele que se exercita pouco, que não se movimenta muito.
4 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
5 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
6 Cólon:
7 Endométrio: Membrana mucosa que reveste a cavidade uterina (responsável hormonalmente) durante o CICLO MENSTRUAL e GRAVIDEZ. O endométrio sofre transformações cíclicas que caracterizam a MENSTRUAÇÃO. Após FERTILIZAÇÃO bem sucedida, serve para sustentar o desenvolvimento do embrião.
8 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
9 Comorbidades: Coexistência de transtornos ou doenças.
10 Diabetes tipo 2: Condição caracterizada por altos níveis de glicose causada tanto por graus variáveis de resistência à insulina quanto por deficiência relativa na secreção de insulina. O tipo 2 se desenvolve predominantemente em pessoas na fase adulta, mas pode aparecer em jovens.
11 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
Gostou do artigo? Compartilhe!