Gostou do artigo? Compartilhe!

Vírus zika mata seletivamente células tumorais embrionárias humanas agressivas do SNC in vitro e in vivo

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia

O vírus1 Zika (ZIKV) é amplamente conhecido por causar anormalidades cerebrais devido à sua capacidade de infectar células-tronco2 progenitoras neurais (NPC) durante o desenvolvimento inicial.

Neste trabalho, pesquisadores brasileiros do Centro de Estudos do Genoma Humano e Células-Tronco2 mostraram que o ZIKV também é capaz de infectar e destruir células3 cancerosas semelhantes a células-tronco2 de tumores embrionários humanos agressivos do sistema nervoso central4 (SNC5).

Ao avaliar as propriedades oncolíticas da cepa6 do Zika vírus1 brasileiro (ZIKVBR) contra linhagens celulares tumorais de mama7, próstata8, colorretal e embrionária do SNC5, verificou-se uma infecção9 seletiva de células3 tumorais do SNC5 seguida de morte maciça de células3 tumorais. O ZIKVBR foi mais eficiente na destruição de tumores do SNC5 embrionário do que neuroesferas de células-tronco2 normais.

Uma única injeção10 intracerebroventricular de ZIKVBR em camundongos portadores de xenoenxertos de tumor11 embrionário humano do sistema nervoso central4 do cérebro12 resultou em uma sobrevida13 significativamente mais longa, menor carga tumoral, menor número de metástases14 e remissão completa em alguns animais. As células3 tumorais que se assemelham às células-tronco2 neurais no nível molecular com sinalização Wnt ativada foram mais suscetíveis aos efeitos oncolíticos do ZIKVBR. Além disso, a modulação da via de sinalização de Wnt afetou significativamente a morte de células3 tumorais induzida por ZIKVBR e o derramamento viral.

Em conjunto, essas descobertas pré-clínicas indicam que o ZIKVBR pode ser um agente eficiente no tratamento de formas agressivas de tumores embrionários do SNC5 e fornecem informações mecanicistas sobre seus efeitos oncolíticos.

Leia sobre "Zika vírus1" e "O zika vírus1, a microcefalia15 e a síndrome16 de Guillain-Barré".

 

Fonte: Cancer17 Research, publicação online em 26 de abril de 2018

 

NEWS.MED.BR, 2018. Vírus zika mata seletivamente células tumorais embrionárias humanas agressivas do SNC in vitro e in vivo. Disponível em: <https://www.news.med.br/p/medical-journal/1317843/virus-zika-mata-seletivamente-celulas-tumorais-embrionarias-humanas-agressivas-do-snc-in-vitro-e-in-vivo.htm>. Acesso em: 18 out. 2019.

Complementos

1 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
2 Células-tronco: São células primárias encontradas em todos os organismos multicelulares que retêm a habilidade de se renovar por meio da divisão celular mitótica e podem se diferenciar em uma vasta gama de tipos de células especializadas.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
5 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
6 Cepa: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
7 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
8 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
9 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
10 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
11 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
12 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
13 Sobrevida: Prolongamento da vida além de certo limite; prolongamento da existência além da morte, vida futura.
14 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
15 Microcefalia: Pequenez anormal da cabeça, geralmente associada à deficiência mental.
16 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
17 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
Gostou do artigo? Compartilhe!